A VALLUM ENGENHARIA está participando do projeto de expansão do SALOBO, na obra do alteamento da barragem de rejeitos, executando os tratamentos na rocha da fundação da barragem e na proteção dos taludes.
Esta obra de alteamento da barragem é fundamental para o planejamento estratégico do Salobo, pois a barragem existente não é suficiente para atender à expansão, anunciada em novembro de 2016 pelo diretor-presidente Murilo Ferreira. Pelo planejamento estratégico apresentado pela Vale aos investidores, a produção de cobre no Brasil deve ter sua capacidade dobrada.
Salobo é o segundo projeto de cobre desenvolvido pela Vale no Brasil. A mina está localizada em Marabá, sudeste paraense, e entrou em operação em novembro de 2012. O empreendimento tem capacidade nominal estimada de 100 mil toneladas anuais de cobre em concentrado. Com a expansão da operação, o Salobo II, a capacidade de produção do empreendimento será duplicada para 200 mil toneladas anuais do produto.
Salobo envolve a operação integrada de lavra a céu aberto, beneficiamento, transporte e embarque. O escoamento da produção é feito por rodovia, da mina até terminal ferroviário existente da Vale em Parauapebas (PA), de onde é transportada pela Estrada de Ferro Carajás até o terminal marítimo de Ponta da Madeira (MA).
O diferencial tecnológico está presente na usina do Salobo, agregando mais eficiência à operação e um menor consumo de energia e de água, em função do roller press, capaz de resistir ao grande esforço no beneficiamento de um minério tão resistente como o cobre. A planta do Salobo permitirá ainda o reaproveitamento de aproximadamente 98% de toda a água utilizada no processo de beneficiamento do minério.

SAIBA MAIS EM:

VALE – PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2017

VALE – PROJETO SALOBO